sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

As 15 melhores músicas nacionais de 2009

Antes de começarem a degustar desta saborosa salada mista musical chamada de “as 15 melhores músicas de 2009 gostaria de salientar algumas cositas que evitarão problemas futuros:

- Desculpem por minha cegueira underground, mas lista é formada 90% por opinião pessoal e a minha não é diferente. Tentei ao máximo abranger tudo que foi música boa em 2009, independente do estilo e acho que fui feliz, conseguindo colocar até mambo nesta lista.

- Os singles que estão nesta listas não são frutos de “é a única musica que ele escutou deste artista”, já que os singles são (em sua maioria) a melhores (ou mais comercial) música do cd.

Para terminar eu gostaria de contar que uma amiga minha me disse: “porque você não chama de ‘as 15 melhores músicas underground de 2009’ e eu respondi: “porque este ano não haverá nenhuma lista com as 15 melhores músicas do mainstream”.

Let’s Go rapaziada, não esqueçam de deixar suas reclamações, sugestões ou congratulações (rimei ^^).

______________________________________________________________________

15º - Mombojó - Antimonotonia

A banda que se permite viajar do new metal ao pop romântico faz mais uma viagem inusitada, dessa vez eles vestem a roupa de Dick Dale, Beast Boys e enveredam pelos lados da Surf Music com Antimonotonia. Gravada em apenas dez horas de estúdio (qualquer coincidência não é mera semelhança) a banda conseguiu um ótimo ritmo dançante misturado com vozes que funcionam mais como sons perdidos, fazendo uma “ópera instrumental cantada”. Mombojó, boa música, boa banda! Não está escutando? Ta esperando o que então! “afaste a monotonia da sua semana”.

>>> Escute aqui Antimonotonia do Mombojó <<<

14º Glória - Minha Paz

Os paulistanos do Glória esqueceram seu passado “NX” e ganharam uma cara mais grotesca dentro do emo nacional. Minha Paz – gravada inicialmente nos estúdios da Trama – ganhou uma versão madura e mais coesa do “Midas” da música nacional, Rick Bonadio. Apesar da letra, Minha Paz pode ser muito bem o hino dos namorados que escolhem por fim acabar de chorar e mandar sua ex-amada pro inferno ou para qualquer outro lugar que o horário permita.

>>> Escute aqui Minha Paz do Glória <<<

13º – Facas Voadoras - Bruises in a crunched amp

Quem conheceu o Facas Voadoras pelo seu jeito debochado de tocar em “1:54” fica assustado com a virtuose demonstrada pelos rapazes em Bruises in a crunched amp. A mescla de Blues e Surf Music vêem na dosagem certa, prendendo a atenção para o que vem depois, depois e depois. Segunda preciosidade nos dada pelo Mato Grosso do Sul, vamos explorar.

>>> Escute aqui Bruises In A Crunched Amp do Facas Voadoras <<<

12º - Mutantes - Samba do Fidel

Quando o “Justiceiro” e o “Cantor de Mambo” se encontram pra compor, eis que nasce o Samba do Fidel, um mambo dançante que trás na sua letra toda a revolta de qualquer justiceiro (entenda justiceiro com uma forte conotação com a justiça) perante os grandes governantes mundiais. O swing de Samba do Fidel (que de samba tem nada) é de suma importância, pois mostra que os Mutantes não perderam o feeling de fugir do rock n’ roll sem soar forçado e apelativo.

>>> Escute aqui Samba do Fidel do Mutantes <<<

11º - Black Drawing Chalks - My Favorite Way

Os Goianos do Black Drawing Chalks fazem a mistura simples para uma boa música: Rock + Rock = Rock, e isso é o que fazem de melhor. A música My Favorite Way (canção que abre o cd Life Is A Big Holiday For Us) tem um felling há muito tempo não visto em uma banda nacional. Sem ter medo de ser distorcido, My Favorite Way explora uma difícil linha de bateria em cima de um pesado riff e de vocais mais gritados do que cantados. Não poderíamos esperar algo diferente vindo de uma “mistura” tão boa.

>>> Escute aqui My Favorite Way do Black Drawing Chalks <<<

10º - Forfun - Dia do Alívio

O que esperar da junção de raga com guitarras distorcidas em Ré? é... O Forfun cresceu e se permitiu influenciar por todas as ramificações do reggae. Dia Do Alívio se mostra a melhor música do álbum, pois além de ser caracterizada com as batidas do raga, a sua letra é uma inteligente critica sobre nossos objetivos, bem aos moldes “Bob Marley” de ser. Efeitos eletrônicos bem encaixados também viraram o ponto forte deste Forfun, que eles não voltem a ser “criança” nunca mais.

>>> Escute aqui Dia do Alívio do Forfun <<<

9º - Móveis Coloniais de Acaju - Adeus

A linda canção dos Brasilienses do Móveis Coloniais de Acaju abre o cd C_MPL_TE. A fórmula não é muito extravagante, uma letra que deixa qualquer casal em prantos e uma melodia que apaixona até o coração mais gelado possível. Adeus ainda nos da um solo de flauta bem cadenciado, mesclado com vocalizações de seu performático vocal. A música cresce na hora certa e nos faz parar um segundo e perguntar “porque não estamos apaixonados?”.

>>> Escute aqui Adeus do Móveis Coloniais de Acaju <<<

8º - Vivendo do Ócio - Terra Virar Mente

Seria chato continuar com o discurso de “fazer rock n’ roll na Bahia é muito difícil”, além de clichê, esse conceito está a cair por terra, prova disso são os rapazes da Vivendo do Ócio. Terra Virar Mente é importante, pois se mostra música muito madura para uma banda com poucos anos de estrada e mostra também a capacidade de composição além de seu frontman, Jajá Cardoso, pois Luca Bori, o performático baixista, assina a letra. Não obstante, seu riff é grudento sem perder o foco no rock e seu final dançante é a cereja do bolo.

>>> Escute aqui Terra Virar Mente da Vivendo do Ócio <<<

7º - Júpiter Maçã - Modern Kid

Criação da dupla Júpiter Maça e Luiz Thunderbird (sagrado Vj da MTV), Modern Kid é simples e funcional. Sua receita revela uma seca variação de oitavas, solos separados indo de congas a teclados e refrões meio recitados, meio gritados, aflorando a emoção do nosso Júpiter ao declamar sobre as dores e medos das crianças modernas. Outro fator importante para que essa musica estivesse aqui é a banda que a gravou, pois é bastante superior a que acompanhava o Júpiter da turnê do “Uma Tarde Na Fruteira”.

>>> Escute aqui Modern Kid do Júpiter Maçã <<<

6º - Cachorro Grande - A Alegria Voltou

Se o sonho da Cachorro Grande é ser os Beatles, o primeiro passo já foi dado, pois agora todos os seus integrantes têm suas vozes registradas em alguma canção. A Alegria Voltou é nada mais, nada menos que Introdução + Verso + Refrão e depois tudo se repete de forma descontraída e bem agitada. O que faz dela uma grande canção? É exatamente isso, a Cachorro Grande criou uma autenticidade ao tentar se parecer com outras bandas (Who, Kinks, Supergrass...) e A Alegria Voltou é a musica que consegue deixar este fato mais explicito.

>>> Escute aqui A Alegria Voltou da Cachorro Grande <<<

5º - Cérebro Eletrônico - Dê

Alguma coisa me diz que Tom Jobim não ficaria feliz pelo caminho tomado pela MPB, versões de clássicos em música eletrônica e mulheres sussurrando realmente já deram o que tinham que dar. Eis que surge a Cérebro Eletrônico (o lado sério da Jumbo Elektro, ou vice-versa) e nos presenteia com . A psicodelia “MPBistíca” é encontrada desde a letra ambígua ao solo ecoando sentimentos de uma noite de amor. Agora Tom Jobim pode descansar em paz, pois já reeditou um pouco o futuro da MPB.

>>> Escute aqui Dê do Cérebro Eletrônico <<<

4º - Casuarina - Canto de Ossanha (Vinicius de Moraes)

Alguém aqui pode imaginar um samba deprê? Pois existe, e não é a melancolia que retratou o nosso Cartola, é uma tristeza que bota The Cure no chinelo. A versão de Canto de Ossanha mescla a sua mensagem pouco positiva com vocalizações extra-sensoriais e diversas descidas de tom, auxiliando ao ar “dark” da música. O samba ganha um ar underground na mão da Casuarina e Canto de Ossanha mostra que nossa música mais característica ainda pode sofrer boas mutações.

>>> Escute aqui Canto de Ossanha do Casuarina <<<

3º - Sepultura - We've Lost You

A maior banda de metal do Brasil não podia estar fora desta lista. Após lançar um bom disco baseado na obra Divina Comedia, o Sepultura apostou na formula de novo e criou A-Lex, inspirado em Laranja Mêcanica. We’ve Lost You não mostra nada diferente do que já sabemos do Sepultura, solos bem trabalhos, berros alucinantes e uma linha de bateria explendida. Neste terceiro aspecto que a música se torna importante, pois Jean Dolabella, baterista que substituiu Igor Cavalera, não deixou a peteca cair e We’ve Lost You nos da à certeza que a qualidade dos “batuques” do Sepultura ainda durarão por muito tempo.

>>> Escute aqui We've Lost You do Sepultura <<<

2º - Retrofoguetes - Maldito Mambo!

O segundo mambo desta lista é assinado pelos Retrofoguetes. O trio baiano surpreendeu a todos com seu ultimo disco, Chachachá. Saindo um pouco da estética surf music, o Retrofoguetes caminhou pelo country, tango e etc..., mas impressionou mesmo com o mambo de Maldito Mambo!. Gravado em parceria com a Orquestra Rupilezz, Maldito Mambo! te transporta para o Cocobongo e te impossibilita de ficar parado ouvindo a canção. Além dos solos já conhecidos de Morotó, a música traz atabaques e metais em uma diversão jamais escutada. Este reconhecimento foi materializado com a premiação da música no Festival de Música Educadora FM.

>>> Escute aqui Maldito Mambo! da Retrofoguetes <<<

1º - Rockz - Alienígenas

O que uma música precisa para ser muito boa? Transpor o sentido da audição e te levar para outro plano? Pois Alienígenas do Rockz faz exatamente isso. A música te leva a uma casa no final de um grande milharal, de repente uma luz forte rompe a janela e você se vê sendo atacado por seres extra-terrestres. Esse clima de “Sinais” é propiciado pelas distorções cheias de reverb e pelo tom de voz de Gabriel Muzak, que beira entre a calma e o total desespero. Alienígenas consegue ir muito além de algo sonoro, pois todo esse ambiente retratado passa ser vivido pelo ouvinte.

>>> Escute aqui Alienígenas do Rockz <<<



12 comentários:

Lukas disse...

Achei muito massa você ter citado o Gloria que vem se destacando dentro do seu estilo,e o Sepultura que + 1 vez nos impressiona com o seu cd,as outra bandas muitas eu não conheço ou não gosto do algum elemento da banda..concluindo achei bem diversificada a lista + colocaria algumas a +!

Abração aew Man!

Fabian disse...

Não gostei


:D

Denis Dec disse...

massa!

Elder Henrique disse...

Gostei da lista.

Mas "Samba do Fidel" realmente não é a minha favorita do Haih... Sou muito mais "Gopala Krishina Ohm".

Dracoy disse...

Não gostei, listinha muito chinfrim, se queria visitas no teu blog fazia uma lista decente. (Y)

réqs gonçalves. disse...

discordo!

do black drawing chalks eu prefiro "Precious Stone"!

Grandiosos riffs!
BDC FOREVA!

Anderson Shon disse...

"se queria visitas no teu blog fazia uma lista decente" pra deixar um comentario vc precisa VISITAR meu blog, meio contraditorio não?!

Odonei disse...

Gloria? Putaquipariuqbosta

JEFF disse...

Você defecou pelas mãos com esse primeiro lugar.
O resto até que tá legal.

Vinicius disse...

Boa lista
não da pra agrada a todos, ainda mais numa lista eclética...mas Cérebro tinha que ser o 1ºlugar

nippo disse...

A lista não ficou boa, pelo simples fato de quem a fez, não se preocupou em fazer de fato uma analise, foi por chute, por tentar agradar o maximo possivel... Publica, Locomotores, cade eles?

Maiquinho disse...

Rockz é o que existe de mais rock'n roll no momento. Muitos não conhecem e criticarão sim. Sua lista está muito boa, na minha opinião um pouco fora de ordem, mas o primeiro lugar arrebentou! Quem discordar que ouça o primeiro e o segundo cd inteiro pra mudar de opinião, sem querer criar polêmica apenas ouçam!