quarta-feira, 5 de maio de 2010

Clássicos da Sessão da Tarde / Cinema em Casa


Queridos Lostmachinenses, eu, Anderson Shon, passei por uma experiência nostálgica tão forte hoje, que me senti na responsabilidade de repartir isso com vocês. Para que isso não pareça um querido registrador de fatos (porque diário é coisa de “Charlie”), então irei contextualizar o fato utilizando um background extremamente agradável a todos aqueles que curtiram bem a década de 90; Vamos aos clássicos da Sessão da Tarde / Cinema em Casa.


O dia de 04/05/2010 vai ficar guardado na minha memória como o dia que eu re-assisti Namorada de Aluguel (do original Can’t By Me Love, não por coincidência os Beatles fazem a trilha do filme). Minha felicidade em lembrar à época em que eu chegava do colégio, ligava a Televisão e esperava a vinheta, não muito empolgante, do Cinema em Casa começar é algo incalculável. Felizmente, a Sessão da Tarde começava pouco tempo depois do término do seu adversário do SBT, e me dava o prazer de poder assistir a nata do cinema feito com o coração e não com efeitos 3-d que servem somente para prender a bunda de pseudo-cinéfilos presas em poltronas vermelhas.


Com o intuito de repartir toda essa nostalgia com vocês, irei criar um doloroso TOP 10 de filmes emblemáticos dessa dobradinha Sessão da Tarde / Cinema em Casa. Ressalto que faço isso com lágrimas nos olhos, pois não tem época melhor do que a infância, quando vemos o mundo sem seus defeitos degenerativos, vivíamos sempre o presente de forma intensa e sonhávamos somente em voar. Vamos lá:


Aventureiros do Bairro Proibido – Quem não se lembra dos três “Raidens” se exibindo com umas armas pouco convencionais. Aventureiros do Bairro Proibido é um bom filme até hoje, seu roteiro é louco, é bem verdade, mas é interessante. Fica à saudade.



O Carro Desgovernado – Adrenalina pura. Não tem esse que fale mal de O Carro Desgovernado (menos a parte que o bebe sai voando). As atuações são fantásticas, o desespero dos personagens atravessa a TV e deixa o telespectador tenso com o desenrolar da história. Este é outro filme que funciona até hoje, muito bom mesmo.


Curtindo A Vida Adoidado – Matar aula nunca foi tão apropriado. O filme que parece durar décadas, retrata somente um garoto que não vai ao colégio para fazer tudo que lhe der na telha, e o faz. Bem humorado, Curtindo A Vida Adoidado está em qualquer lista referente a clássicos das tardes de 90.


Edward Mãos de Tesoura – Edward Mãos de Tesoura resume o que é o mundo em uma vila. Ser diferente é ofensivo, muitas pessoas não estão acostumadas a lhe dar com algo novo, quem o faz sofre e acaba tendo que se desfazer de um sentimento. Jhonny Depp engana muitos fãs até hoje, pois sua atuação está tão distante do Depp original, que é fácil não reconhecê-lo no papel do incrível Edward.


Os Garotos Perdidos – Minhocas no lugar de macarrão, vermes no lugar de arroz e a cena clássica de vampiros pendurados na linha de trem. Os Garotos Perdidos reforçam todos os estereótipos envolvendo vampiros e seu fascínio pela baderna. O único contraponto do filme é o fato que o dente que sofre mutação do vampiro não é o canino, mas todo o “resto” é fenomenal.


Jumanji – Clássico dos Clássicos. Quem nunca teve vontade de ter o jogo em casa? Alguém sabe onde vende? E se vende? Heheheheheh Robin Willians mostrou mais uma vez que só sabe fazer filme bom. Jumanji é ação, comédia, drama e muito mais. Quem não assistiu, não teve infância.


Meu Primeiro Amor – Emocionante da abertura, até os créditos. O primeiro filme que me emocionou de verdade, pois o amor ingênuo é retratado de forma muito suave e encantadora. O fim trágico leva você a pensar e querer fazer tudo que estiver a seu alcance, pois do amanhã ninguém sabe. Meu Primeiro Amor é lindo, puro e amável. Precisamos de mais historias de amor assim.


O Monstro do Armário – Tá bom, ta bom... Eu sei que esse é um clássico da tosqueira, mas eu gostava. Eu só posso ressaltar duas coisas em O Monstro do Armário: Algo referente à ONU pedindo pra que todas as pessoas do mundo destruíssem os seus armários (no Japão eles foram destruídos à espadadas) e o monstro carregando a vitima pelo mundo todo (como ela não morreu de fome e como ele passou pelos oceanos só Deus sabe.) Na época era legal.


Namorada de Aluguel – Mensagem sensacional. Pagar mil dólares para namorar a garota popular do colégio e assim se tornar popular se mostrou algo eficiente, mas totalmente degenerativo. Um dos melhores filmes da minha vida, vale a pena assistir.


Te Pego Lá Fora – Tensão, não tem palavra melhor para retratar Te Pego Lá Fora. Quem nunca passou pela situação de saber que o perigo está a poucas horas? Além de ser tenso, Te Pego Lá Fora é bem humorado e fantasioso, pois para cada solução dada, uma confusão maior é iniciada. Mais um filme que não perdeu o brilho. Fica a sugestão.


Muitos ficaram fora (Os Goonies, Gremilins, Esqueceram de Mim, Tartarugas Ninjas...), eu tenho consciência disso, mas se eu fosse colocar todos, não iria sobrar tempo para continuar vivendo. Espero poder ter levado um sentimento nostálgico legal ao coração de vocês. Abraços e beijos para todos.







4 comentários:

Anônimo disse...

Que memória hein, Shon? Nem lembrava da existência de Edward Mãos de Tesoura!
Bom filmes e bom post (sentimental sim :D).
Beijos
Aline

Thiago Mister Magoo disse...

"Mamaaaaaaa, Slot quer chocolate !!!"

Nenhum filme dos anos 90 irá superar Os Goonies, sensacional !!! Melhor filme da Sessão da tarde disparado !!!

Anny Grazielle disse...

Posso dizer...Aqui...né muito não? Fiquei nostálgica demais lendo esse post...como não lembrar de Edward...meu primeiro amor...curtindo a vida adoidado eetc...só vc Shonzinhu...bom demais...beijos...

Breno disse...

ow legal o artigo....
filmes dos tempos em que se via filmes dos nossos anos.....
e boa lista...