segunda-feira, 6 de julho de 2009

RPG – Risadas Para Globo

Recentemente voltou a tona o caso dos jovens mineiros que estão sendo acusados de matar uma menina em meio a um jogo de RPG (Rolling Play Game). O julgamento inocentou os três rapazes e a prima da vítima de terem qualquer envolvimento com a morte da jovem Aline Soares, porém, esse não é o fato que chamou atenção da nossa Máquina Perdida, mas sim a reportagem manipuladora exibida pelo Jornal Hoje no sábado, 04 de julho de 2009.

A Rede Globo já é bem rotulada por manipular a opinião da massa, algo considerado relativo, afinal opinião é igual a gosto musical, cada um tem a sua, mas distorcer uma verdade é muito grave e gera conseqüências que podem ir do abandono prematuro de novos jogadores ao pré-conceito burro da sociedade perante o jogo. Resultado de uma reportagem, aparentemente sem poder letal, porém com um veneno tão sutil que faria qualquer cobra fugir.

A reportagem afirmava o seguinte:

“são histórias de terror”

“jamais deve ocorrer qualquer tipo de contato físico entre os jogadores”

“Mas é preciso ter cautela para não misturar fantasia com realidade”

A primeira “afirmação” não está errada, porém o foco inicial do jogo é representar um cenário medieval aos seus jogadores, e não um de terror. Com o passar do tempo outras ramificações apareceram, como o estilo de RPG Vampiro a Mascara. Outros estilos também surgiram, além de terror, hoje em dia temos RPG de robôs, esportes e outros que, maldosamente, não foram citados na matéria.

A segunda “afirmação” é no mínimo ridícula, nenhum dos jogadores de RPG que estejam jogando uma mesma aventura se odeiam, pois é algo muito intenso e demorado, é difícil passar minutos ao lado de uma pessoa que você não gosta, imagine horas, até mesmo dias? O perfil de jogadores de RPG está muito distante de pessoas violentas, não é por um caso de violência física resultada do jogo, algo que a justiça não conseguiu provar (tudo bem! Eu também não confio na justiça nacional) que o jogo passa a ser um incentivo a agressões ou um alvo de pré-conceito. “Ele joga RPG? Então deve gostar de bater nas pessoas” ¬¬'

A terceira é alvo de piada, em bonitas palavras a Globo diz “Quem joga RPG é demente e pode acabar confundindo o que é real com o que não é” PATÉTICO! Então os jogadores, além de se agredir, vão andar de unicórnio, usar força mágica para voar e olhar as horas em uma ampulheta.

Os supostos jogadores de RPG que apareceram na matéria não poderiam se ausentar de minhas honoráveis palavras. A Rede Globo filmou somente a parte em que eles falavam em cemitérios e armas de fogo reais, forçando uma visão unilateral dos telespectadores. Eu me pergunto, A Rede Globo é malandra demais ou os supostos jogadores são imbecis demais? Só faltou o Arnaldo Jabor completar a matéria com uma frase do tipo:

O RPG é um jogo venéfico que faz de nossos progenitores uns ultores carregados de remuito ódio em suas caixas corónarias.

Palmas para Rede Globo.


10 comentários:

Damon Montenegro disse...

Realmente é triste, vemos que a reportagem foi direcionada ao ponto fixo: Rpg é só um joguinho, mas pode influênciar os psicopatas. Essa tática é muito velha, eles gravam por horas e no fim botam no ar os comentarios mais infelizes( Como a velhinha da siririca do concavo e convexo... ). E os caras vão logo jogar vampiro. Numa reportagem dessas eu teria jogado anjos, uma história onde mostrasse os personagens fisessem algo extraodinariamente bom ou usasse fé. À tempos atrás eu jamais diria isso, mas Storyteller fode nossa imagem...

BlackEagleBR disse...

Independente do que eles jogassem a Globo iria cair em cima...
O que não falaram foram os fatos que os inocentaram...foi totalmente parcial e manipulada essa reportagem.
Fico com pena dos jogadores mostrados, que devem ter se oferecido na maior boa vontade para explicar como funciona o RPG e foram manipulados descaradamente com cortes nas falas, fazendo com que parecessem um bando de satanistas...

Alguém mais reparou que eles só puseram imagens "negativas" na reportagem? os monstros de D&D que puseram foram justamente os mais "satânicos"...

Luan Cobain disse...

Eu vi essa matéria no sabado. Realmente ela tentou manipular mesmo.
E o comentario de vossa execelência sobre Jabor me lembrou bastante o incidente que aconteceu com o integrante do Pantera. Onde o grande Jabor foi bastante estupido ao comentar.

Mas comprienda que a tv em si precisa de um show pra lucrar e se alguem nesse país sabe fazer bem é a Tv do tio Marinho.

Humberto disse...

Sinceramente não vi nadica de nada de tão "medonho" assim, nem na reportagem nem na atuação dos "Jogadores". Não adianta nada ficarmos fazendo "birrinha" o importante é terem contato com o RPG.
Me lembro quando ocorreu o fato do assasinato, minha mesa "ferveu" de gente querendo aprender a jogar.
E sem essa que storyteller "mata" o moral de RPGista, vai falar que Ad&D é muuuito legal?

Blog da Mamá disse...

e continua a manipulação...

Lucas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lucas disse...

HAHA!
Não sei se vcs prestaram atenção no que a psicóloga disse:
"A associação do jogo com o distúrbio que a pessoa ja apresenta pode levar a desencadear um delírio e ao mesmo tempo uso de drogas, bebidas etc."

Grande Rede Globo!

Anônimo disse...

TRASH!!!! OVER TRASH!!!

SÓ NÃO É PIÓR PORQUE....
A SEI LÁ A GLOBO NEM TEM MORAL PARA FALAR DISTO
a globo apoiou a ditadura
e detesta ser taxada...^~^
bem faz parte desta emissora que tanto amamos nãoé mesmo ?

Anônimo disse...

TRASSSSSSSSSSHHHHHH

Jader disse...

Me lembrei da época em que diziam que jogar games de luta como Street Fighter e Mortal Kombat tornava as crianças violentas e estimulava as brigas na escola.
Agora, controverso a Televisão dizer que uma prática estimula um comportamento negativo, sem olhar pro próprio rabo, ou seja, a Televisão transmite filmes e novelas com armas, violência, drogas, etc e tudo é absorvido pela criança que assite. Mas a Televisão é considerada um veículo de informação e educação. Aff!!!
É mais sensacionalista dizer que tal jogo é violento, simula terror, etc. A maioria da população é ignorante no assunto RPG. O próprio jornalista mostra que é inculto.